Em uma cidade da Venezuela há uma unidade de PEPE localizada bem longe. Nessa cidade, as crises sociais são grandes e muitas crianças cujos pais são viciados em drogas ou vivem na prostituição acabam ingressando na delinquência, aprendendo a usar armas e a roubar. Muitas delas acabam abandonadas e vivendo nas ruas. Não tendo o que comer, não tendo quem as cuide, não sendo protegidas, elas caem nas armadilhas de pessoas sem caráter e são inseridas em grupos criminosos. Por isso essa unidade é conhecida como o PEPE no último lugar da terra.

Deus, que conhece os corações e ama aquelas crianças, enviou a Maria, nossa valente missionária-educadora que, há 4 anos, vem fazendo a diferença na vida de muitas crianças que Deus tem enviado para aquele PEPE. Maria é muito conhecida na comunidade e acaba sendo protegida no seu bairro porque todos sabem que ela cuida das crianças ali. Com um coração cheio de amor, um sorriso sincero, um olhar amável, a missionária-educadora tem dedicado sua vida para dar um novo futuro para essas crianças.

Deus enviou também a Armelaine, uma voluntária que é costureira. Ela fez várias máscaras para que as crianças possam ir protegidas para o PEPE, já que essa é uma das exigências de biossegurança neste tempo de pandemia. Como as crianças se alimentam somente no PEPE, é importante que elas cumpram com a exigência do governo para não faltarem.

Pedimos que orem pelo PEPE no último lugar da terra, pela proteção de cada criança. Orem também para que Deus envie recursos para que elas tenham pelo menos uma alimentação por dia e, assim, possam ter uma melhor saúde nutricional.

Ruth Saraid Cordero
Coordenadora nacional PEPE VENEZUELA

Carmen Ligia – edição de texto