“Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi dado, e o governo está sobre os seus ombros. E ele será chamado Maravilhoso Conselheiro, Deus Poderoso, Pai eterno, Príncipe da Paz”. Isaías 9.6

Que maravilhosa promessa esta que lemos no livro de Isaías. Promessa que se cumpriu e precisa ser conhecida por todos os homens. A época do Natal nos traz à memória a mensagem de Deus que se esvaziou de Sua glória, tornando-se uma criança – o Deus menino - e veio ao mundo para trazer paz aos homens de boa vontade.

O Deus menino, resgata o valor e o reconhecimento dos pequeninos entre nós. Jesus nos diz: “Quem recebe uma destas crianças, em meu nome, está me recebendo” (Mateus 18.5). Receber uma criança, portanto, é receber Jesus. Isto muda o nosso olhar para a criança e nos desafia, ainda mais, a amá-la, valorizá-la, protegê-la, cuidar e nutrir como alguém digno e muito importante para Deus Pai, pois se assim não fizermos, roubaremos o que Deus tem colocado de mais precioso nela: um coração dependente do Pai.

Isso nos chama a atenção para o fato de Jesus ter vindo também para os pequeninos. Jesus foi enviado por Deus para evangelizar os pobres, os necessitados, os cegos, os que estão cativos, os de coração dependentes e abertos para ouvir a Sua mensagem. Ele não vê limite de idade, mas vê a condição de um coração sincero e pronto que pode compreender as coisas do Reino.

A mensagem do Natal é inclusiva, traz dignidade e valor para todas as crianças e para toda a humanidade.

Agradecemos por vocês permanecerem conosco durante todo o ano de 2020, um ano que foi cheio de muitos desafios. Suas orações e contribuições fizeram toda a diferença para a continuidade deste ministério que abençoa tantas crianças no mundo.

As crianças, juntamente com toda a equipe do PEPE agradecem e desejamos, a todos, um Natal abençoado e um Novo Ano cheio da presença e da paz de Jesus!

Mis. Terezinha Candieiro
Coordenadora Geral do PEPE Internacional