Assim como em vários países do mundo, o Timor Leste também foi atingido pela pandemia da Covid-19. Apesar de a situação aqui não ser tão séria como em outros lugares, o governo pediu estado de emergência e o fechamento de escolas, igrejas e lugares públicos. Somente o essencial como mercados, farmácias e hospitais continuaram funcionando.

O isolamento nos afetou como PEPE, pois tivemos que encerrar nossas atividades presenciais com as crianças. Entretanto, antes de fecharmos nós passamos todas as informações sobre higiene e distanciamento para as nossas crianças e suas famílias. As missionárias-educadoras continuaram o contato com as crianças e suas famílias por telefone, e as igrejas assistiram às famílias e às missionárias-educadoras como puderam. O governo liberou uma assistência financeira para a população mais pobre, e esta assistência beneficiou também as famílias do PEPE.

Quando as educadoras contactavam as crianças, elas sempre diziam que estavam com muitas saudades do projeto e o quanto queriam retornar às aulas. Então, depois de dois meses de isolamento, como o número de casos de Covid-19 estabilizaram no país, o governo decidiu reabrir as atividades com as escolas e tudo mais. A ministra de educação deu as orientações necessárias, como por exemplo, a limpeza geral das escolas na primeira quinzena do mês de Junho. E claro que o PEPE no Timor seguiu estar adequado a todas as orientações e se preparou para receber as crianças.

Então, as educadoras se reuniram com os pais no dia 17 de junho e passaram as informações sobre as medidas de segurança para este período de funcionamento do PEPE. Como, por exemplo, se as crianças tiverem febre ou outros sintomas de Covid-19 ou gripe devem ficar em casa. Elas organizaram a sala respeitando o distanciamento entre as crianças e o uso de máscara é obrigatório.

Então, pela graça do Pai e para a alegria das crianças, que estavam tão ansiosas para retornarem as atividades, no dia 18 de junho nossas três unidades do PEPE foram reabertas, com todos os cuidados devidos e seguindo as orientações do ministério de educação. Nós somos gratos a você que orou por nós e por nossas crianças e continuamos contando com os seu apoio e orações porque os desafios ainda são grandes.

Madalena Marques
Coordenadora Nacional do PEPE Timor Leste

Editado por Tatiane Halima Ferreira