“Los ciudadanos de Polvo”, que em português seria "Os cidadãos de Poeira", é o título de um artigo escrito pelo nicaraguense Jorge Bautista Lara, que informa a realidade da Comunidade Cristo Rey, no município de Tipitapa, a uma hora da cidade de Manágua. Em resumo, Bautista conta que na comunidade não há ruas pavimentadas, que está cercada por terras não asfaltadas e é inundada com poeira que os ventos levantam sobre as casas a todo momento. No bairro está o depósito de lixo municipal, que constantemente emite fumaça pela queima de resíduos.

São cerca de 11.500 habitantes, com um número significativo de crianças. Os adultos que conseguem trabalhar, o fazem nas zonas francas próximas ou no depósito de lixo. As crianças acabam ficando sozinhas em casa, e são cuidadas entre todos os vizinhos. Durante o período escolar, elas não frequentam regulamente as aulas, pois também trabalham no depósito de lixo. Naquela comunidade não há uma praça ou parque para lazer, e apenas recentemente instalaram luz elétrica. As drogas circulam por ali e muitos a traficam para sobreviver. O grau de desnutrição das crianças é visível em seus rostos, e suas roupas demonstram a pobreza existente. É um cenário desesperançoso.

Na comunidade de Cristo Rey, existe apenas uma escola pública, que não tem capacidade para atender a todas as crianças, ainda mais as que estão no ensino inicial. Porém, desde janeiro passado, o Programa PEPE está trazendo esperança aos corações de 25 meninas e meninos com a implantação de uma unidade no campo batista “Shalom”. Ali, as crianças estão sendo cuidadas recebendo amor, educação e alimentação. A coordenadora do PEPE, irmã Maveth Godinez, gerencia as doações de alimentos, garantindo as refeições diárias.

O PEPE tem sido uma grande bênção para a comunidade! Os pais estão entusiasmados e participam das atividades que são organizadas; as crianças assistem com regularidade às aulas e, em sua maioria, também estão frequentando a Escola Bíblica Dominical; e frequentemente são realizadas visitas aos seus lares para apresentar o evangelho às suas famílias. Tanto as crianças do PEPE como toda a comunidade de Cristo Rey, ou, como chamou o escritor, comunidade da "Poeira", precisam das nossas orações para que continuem sendo transformados pela esperança que somente Cristo, o Rei, pode dar.

Sandra Lizeth de Trinidad
Coordenadora nacional PEPE Nicarágua