Conheci a L’église de la Communauté Évangelique d’Haiti (Igreja da comunidade evangélica do Haiti) em um trabalho feito por uma das caravana da JMM onde realizamos vários tipos de atendimentos. Desde este período percebi que o pastor Timothée Elisée estava aberto ao nosso trabalho, pois ele viu que tudo que fazíamos era muito sério. Na igreja do pastor funciona uma escola algo muito comum aqui no Haiti devido às dificuldades do governo em construir escolas gratuitas para todas as crianças. Essa necessidade somada ao fato de que os pastores não recebem salário de suas igrejas têm levado os pastores a construírem escolas nas dependências de suas igrejas para conseguirem o mínimo para sustentarem as suas famílias.

Leitura do Pepe e Primeira reunião com o Pastor.

 

Em novembro de 2018, devido ao contato inicial que eu havia estabelecido com o pastor desde a Caravana, surgiu a possibilidade de apresentar as metodologias, regras e normas do Pepe (programa de Educação Pré Escolar). Pude explicar o passo a passo do projeto, quais eram as exigências e com certeza os grandes benefícios que a educação pré-escolar da igreja-escola iria adquirir.

O pastor ficou muito contente e entusiasmado, pois era algo que ele já estava buscando em virtude de ter muitas dificuldades com a formação dos professores do pré escolar. Muitas das professoras do ensino pré-escolar não têm nenhuma formação na área da educação, elas simplesmente dão aula para as crianças. Esta é uma realidade na maioria das igrejas-escolas do Haiti o que tem dificultado muito a aprendizagem das crianças e o crescimento da educação no país.

Procurei mostrar e conversar com o pastor sobre todo o nosso material de trabalho, o manual de formação continuada, de matemática, a Rotina, a importância da visita, a proteção da criança e todos os outros materiais com os quais trabalhamos. Também deixei bem claro que a participação da igreja em todo o projeto é importantíssima, pois é através do projeto que a igreja compreende como ser relevante na comunidade onde ela está inserida.

Após esta longa reunião informando o pastor sobre o projeto e como ele funciona vi que o pastor estava muito interessado, mas mesmo assim marquei uma próxima reunião para dar tempo ao pastor para reler as normas e regras do projeto e tirar as suas dúvidas.
Na semana seguinte fixamos novamente uma reunião onde o pastor pôde tirar todas as suas dúvidas. Quando vi que ele tinha entendido de fato a proposta do Pepe apresentei a aliança e o convênio do projeto. Quando ele assinou me disse que era exatamente um projeto assim que ele precisava para melhorar, ser mais eficaz no ensino das crianças e também para despertar a igreja a enfrentar o desafio que está diante dela.

Assim foi aberta mais uma unidade do PEPE aqui no Haiti!!! Com a unidade aberta iniciei a formação de educadores de base do Pepe. Apesar das professoras já terem a prática de sala de aula a formação de educadores de base veio acrescentar ainda mais ao conhecimento que elas já têm, pois a rotina e a didática propostas para o Pepe são bem diferentes do que elas estão acostumadas a fazer. Elas aprenderam que o aprendizado das crianças vai além da repetição; e que cada criança tem a sua forma de aprender. Portanto é necessário que o professor observe o seu aluno e estimule sua aprendizagem da forma correta. Após a formação de educadores de base pude ver a prática pedagógica das professoras fazendo um pouquinho mais de sentido ao aprendizado das crianças. Só temos que louvar a Deus por essa igreja que abriu as portas para abençoar mais crianças no nosso Haiti!

Rosimeri Francisco
Coordenadora do PEPE Haiti