PEPE a caminho da Guatemala
Geoésley Mendes - 09 January 2013

Depois de chegar a 21 países, pouco a pouco o PEPE chega à Guatemala, país da América Central, fronteiriço com o México, Belize, El Salvador e Honduras. Seu nome vem da língua náuatle, falada pelos astecas, e que significa “lugar com muitas árvores”. Cidade da Guatemala é a capital desse país muito conhecido pela sua riqueza natural manifestada principalmente em suas florestas. Assim como a grande maioria dos países das Américas, o idioma oficial da Guatemala é o espanhol.

Foi a Cidade da Guatemala que cediou a Assembleia da Convenção Batista da Guatemala, onde a coordenadora do PEPE para a América Latina, a missionária da JMM no Paraguai, Lídia Klava, apresentou o PEPE a muitos pastores em outubro de 2012. Enquanto a missionária e seu esposo, Pr. Carlos Alberto Silva, um dos conferencistas da Assembleia da Convenção, estavam na Cidade de Guatemala, aconteceu o grande terremoto que abalou o país no dia 7 de novembro de 2012, e deixou cerca de 52 mortos, cententas de feridos e mais de 50.000 casas danificadas.

“Foi uma situação muito estranha, pois todo o país estava em alerta”, conta a missionária Lídia.

Por causa desse terremoto, o evento que iria até o dia 8, terminou um dia antes, pois muitos pastores se preocupavam com suas “ovelhas” e suas famílias que haviam ficado em casa. “Alguns dos pastores viram suas casas virarem escombros”, conta a missionária Lídia.

Contudo, o PEPE foi apresentado e todos os pastores ficaram muito entusiasmados. Unanimente, o programa socioeducativo e missionário foi aceito e muitos pastores já queriam levar todo o material e já começar a trabalhar. “Precisei explicar que existem algumas etapas a serem seguidas até a implantação concreta do PEPE”, conta a coordenadora.

Na Guatemala existem 27 etnias indígenas. Em seis há trabalhos batistas com aproximadamente 200 igrejas e várias congregações que podem implantar unidades do PEPE. Para isso é preciso muita oração para que a orientação seja dada por Deus. O país apresenta muito potencial para trabalhar com este Programa, que será uma grande ferramenta para as igrejas da Guatemala mostarem sua fé e amor em ação às crianças e suas famílias.

Portanto, oremos juntos:

  • Por orientação de Deus quanto à Sua vontade para ter o PEPE na Guatemala
  • Pelas próximas etapas de implantação do programa
  • Para que o programa seja de fato um bênção para crianças, famílias e igrejas da Guatemala
  • Pela liderança cristã do país
  • Pela reconstrução pós-terremoto na Guatemala