Experiência com o PePe em Kedougou - SENEGAL
18 February 2008

Experiência com o PePe em Kedougou - SENEGAL

..."Deixai vir a mim as criancinhas, não as impeçam; pois o Reino de Deus pertencem aos que são semelhantes a elas". (Mc 10.14)

Mi jangay! Mi jangay! (mi diangai - eu vou estudar!) Falavam as crianças de 4 e 5 anos e até mesmo as de 3 anos de idade da aldeia de Sinthou Rudji onde trabalhamos. Era o PePe (Programa de Educação Pré-Escolar) que estava para começar.

Preparamos um local simples, mas acolhedor na medida do possível para as instalações da nossa unidade. Nós mesmos nos encarregamos de limpar o terreno e de fazer a pintura. Trabalhamos também durante semanas na decoração e confecção de materiais.

E assim, na última segunda feira do mês de outubro (início do ano letivo que irá até junho do próximo ano) demos início às aulas. Quinze pequeninos apareceram para jangugol (estudar). Estavam muito inquietos e eufóricos. Era algo novo para eles, que normalmente para começarem a estudar teriam que esperar mais dois ou três anos, ou seja, até chegarem à idade de sete anos.

A necessidade das crianças freqüentarem uma pré-escola é algo novo por aqui, e em se tratando de aldeia é uma realidade ainda distante. O governo tem se mobilizado para a construção de pré-escolas nas aldeias, mas ainda assim falta pessoal com preparação para trabalhar nessa área.

Vimos a necessidade de implantar o PePe ao percebermos que as crianças maiores apresentavam muitas dificuldades em questões elementares de aprendizagem, isso porque não tiveram um bom começo, ou melhor dizendo, nem tiveram um começo numa pré-escola. Além disso, sabemos que é uma estratégia para a evangelização não só da criança, mas também de suas famílias e comunidade.

Para o funcionamento da nossa unidade procuramos a autorização da Inspeção de Educação Nacional do Departamento de Kedougou que com a graça de Deus se mostrou favorável ao nosso projeto.

Temos muito trabalho pela frente, esperamos de fato contribuir para uma ótima formação e evangelização das nossas dezesseis crianças. É uma alegria tê-las conosco. Uma oportunidade única nas nossas vidas. Esperamos que especialmente a vida delas seja impactada por esse tempo.

Pedidos de oração:

•Vida das crianças e suas famílias;

•Vida da Rita como professora das crianças (que Deus dê sabedoria e direção);

•Continuação do projeto.

•Aquisição de mais recursos.

Missionários Voluntários Sem Fronteiras

Equipe Kedougou (Ricardo, Neuza, Rita, Diogo).