PEPE na comunidade indígena Aché
07 May 2007

PEPE na comunidade indígena Aché

Este ano temos sete novos PEPEs no Paraguai, o que consiste em um grande desafio, pois somos, no total, 29 unidades, mais de 600 crianças, e aproximadamente 110 missionários educadores voluntários espalhados por todo o território paraguaio.

Os desafios e o trabalho foram intensos, mas estamos alegres em ver como a igreja local (normalmente pequena) somando evangelismo e ação social, conseguiram quebrar preconceitos e entrar em comunidades de uma maneira eficaz.

É gratificante ver famílias restauradas em todos os aspectos especialmente na área espiritual.

Entre os PEPEs temos uma unidade entre a comunidade indígena Aché e outra que deve começar ainda este ano.

Esse PEPE tem sido uma grande benção. Nessa comunidade temos duas missionárias voluntárias, uma Aché e outra paraguaia. É impressionante como aquelas crianças aprendem a amar o Senhor. Na cultura indígena é comum em cada atividade pedir proteção ao seu deus, mas agora antes de qualquer uma delas eles se reúnem e pedem o cuidado do Deus verdadeiro sobre suas vidas.

Em nossa última visita a comunidade as crianças nos mostraram a parte do rio onde eles se banham. Ao chegar na beira do rio aquelas crianças de cinco e seis anos se reuniram e uma delas, de cinco anos, espontaneamente orou pedindo a Deus que cuidasse de cada um deles para que não se ferissem nas pedras no fundo do rio.

O cacique de outra tribo, ao ver a transformação ocorrida nessa comunidade também quer uma sede do PEPE para suas crianças.

Ore:

• Para que tenhamos condições de abrir esse novo PEPE entre os Achés.

• Pelo missionário voluntários (sustento financeiro).

• Pela coordenação e preparo das equipes em diferentes lugares.